Virtualização

A virtualização consiste na emulação de ambientes isolados, capazes de executar diferentes sistemas operacionais dentro de uma mesma máquina, aproveitando ao máximo a capacidade do hardware.
A virtualização está a mudar, em quase todos os aspectos, a forma de gerir sistemas, armazenamentos, redes, segurança, sistemas operativos e aplicações, trazendo inúmeros benefícios e vantagens aos departamentos de TI das empresas, independentemente da sua dimensão (pequena, média ou grande).

A virtualização pode ajudar em ambientes com necessidade de uma enorme diversidade de plataformas de software, sem a necessidade de se aumentar a plataforma de hardware. Desta forma, as aplicações podem ser utilizadas em máquinas virtuais próprias, optimizando-se o uso e aproveitando-se dos recursos computacionais disponíveis. Ainda, nesse sentido é possível manter sistemas legados, sistemas desenvolvidos para uma plataforma de hardware específica e que não houve evolução no desenvolvimento do software, sendo necessário manter o hardware antigo para que a aplicação continue funcionando, em que o hardware possa ser simulado sem a necessidade de se manter o hardware antigo.

Em suma, podemos enumerar os seguintes proveitos.

Gestão centralizada
Instalações simplificadas
Facilidade para a execução de backups
Suporte e manutenção simplificados
Acesso controlado a dados sensíveis e à propriedade intelectual mantendo-os seguros dentro do data center da empresa
Independência de hardware
Migração de servidores para novo hardware de forma transparente
Maior disponibilidade e mais fácil recuperação de servidores

DataCenter Energy Efficiency

A eficácia energética (ou seja, grosso modo, o ratio entre a energia consumida e a energia aplicada em computação) dos data centers catuais situa-se nos 30% a 40%, com a restante energia a ser consumida sobretudo com a climatização. E com os níveis de redundância exigidos para os Data Centers mais seguros e as novas tendências de virtualização e utilização de máquinas “blade”, as necessidades de climatização vão certamente continuar a crescer.

A Significado Lógico Lda. disponibiliza aos seus clientes uma abordagem á eficiência energética, utilizando uma nova geração de soluções tecnológicas, parte das quais lhes permite obter poupanças consideráveis sem pesados investimentos. Desde uma nova geração de equipamentos de refrigeração, até abordagens modulares inovadoras de construção de Data Centers, passando por planeamento e estudos que servem de base a decisões de otimização ou de mudança física do layout, com impacto imediato nos consumos de energia.

DataCenter Energy Auditing

A execução de uma Auditoria Energética consiste no estudo das condições de utilização de energia do Data Center e na identificação de oportunidades de melhoria do desempenho energético do mesmo, com o objetivo de reduzir o peso da fatura energética na estrutura de custos globais.

A Significado Lógico Lda. auxilia as empresas que pretendam realizar uma auditoria energética de seus Data Centers. Enquanto esta auditoria em si não vai oferecer todas as soluções diretamente, mas pode oferecer uma série de perspetivas sobre a forma como o Data Center está a funcionar e fornece uma base para futuras melhorias.

A Auditoria Energética é composta por duas fases consecutivas:

Trabalho de campo, onde são recolhidos os seguintes dados:

Descrição do Data Center, complementada com plantas, dos processos de fabrico e respetivos regimes de funcionamento
Produções do Data Center: Capacidades instaladas, níveis de produção verificados no período da auditoria, previsões para anos futuros, Valor Acrescentado Bruto
Consumos de energia elétrica, térmica e outras formas de energia: consumos de cada instalação, diagramas de consumos, consumos específicos, faturas
Descrição dos principais sectores, com indicação do tipo de energias utilizadas e os principais equipamentos nesses sectores
Principais infraestruturas energéticas existentes
Geradores de energia existentes: capacidade, pressões, temperaturas, eficiências, consumos de combustíveis no período da auditoria
Redes de fluidos de transporte de energia térmica: diagrama simplificado, níveis de pressão, temperaturas, consumidores principais
Centrais de Ar Comprimido, rede de distribuição e consumidores principais
Instalações elétricas: diagrama simplificado, transformadores (tensões e capacidades), consumidores principais.

Análise e tratamento dos elementos recolhidos – com base na informação obtida, realizar-se-ão as seguintes tarefas:

Análise das condições de funcionamento dos equipamentos de conversão e de utilização de energia
Análise das redes de transporte e distribuição de energia
Estabelecimento de balanços de massa e de energia nos equipamentos principais
Identificação de eventuais medidas de racionalização e de economia de energia viáveis do ponto de vista técnico e económico
Estimativa do potencial de economia de energia correspondente às medidas e aos investimentos identificados
Descrição das medidas e dos investimentos necessários para obter eventuais economias potenciais, com identificação dos custos estimados (incluindo custos de investimento e custos de exploração) e avaliação da viabilidade económica dessas medidas e investimentos. Procurar-se-á aferir os custos de investimento através da realização de consultas ao mercado, baseadas em especificações sumárias dos sistemas e equipamentos
Elaboração de um relatório da auditoria contendo toda a informação e documentação produzida nesta fase.